Com o aumento da popularização das criptomoedas em especial o Bitcoin, muitas pessoas têm buscado entender este emergente e novo mercado, e principalmente, aprender a como comprar Bitcoin e criptomoedas com segurança.

Sabemos o quão importante é a proteção dos dados pessoais na hora de navegar na internet. Num mundo onde a privacidade digital é tão relevante quanto a privacidade física, o volume e a sofisticação dos ataques e fraudes online crescem de forma exponencial, assim como a tecnologia em si.

Separamos importantes dicas de como investir em bitcoin ou em ALTcoins  de forma segura, são elas:

Conheça bem o mercado :  é de suma importância conhecer o mercado de criptoativos antes de começar a investir. Estude como funcionam as transações, o que influencia no sobe e desce do mercado, como evitar cair em golpes, pesquisar muito sobre tipos e funções de cada criptomoeda antes de investir.

“Não tenha pressa. Por se tratar de um novo mercado está apenas no início… Mas não fique de fora, pois quando o dinheiro institucional começar a entrar, será muito rápido, provavelmente você terá que correr atrás”.

Comece com pouco (learning money) :   o Learning Money é um “modo de pensar” no seu primeiro investimento, trata-se de um dinheiro plenamente educativo. Encare o seu primeiro aporte no mercado de criptomoedas como um investimento no seu aprendizado, para entender como as coisas funcionam. Sempre comece investindo valores pequenos, que não lhe farão falta e que você possa perder, caso faça algo de errado no meio do caminho. Isto serve para você entender o processo como um todo, desde o registro em uma exchange brasileira até ter seus criptoativos sob sua custódia

Escolha uma exchange (corretora) de sua confiança: muito importante buscar informações sobre a reputação da empresa e entender se a mesma tem uma infraestrutura tecnológica confiável e segura, com taxas acessíveis, se elas trabalham com o banco que você opera, como funciona os saques e depósitos, se o time por trás é competente e jamais deixar seus bitcoins ou qualquer outro criptoativo  em custódia nas exchanges, pois elas são os principais alvos de hackers e golpes nesse mercado. Lembre exchange não é wallet , deixe apenas um saldo , caso você seja um trader.

Entenda seu perfil de investidor: É fundamental saber seu perfil de investidor antes de tomar qualquer tipo decisão. Tem pessoas que se enquadram num perfil de investidor mais conservador, o qual tem intenção de comprar o ativo mês a mês para acumular, pensando no valor futuro e sem se preocupar com a volatilidade de curto prazo. A pessoa investe sabendo que a tecnologia é tão revolucionária, que no longo prazo, poderá ter lucros se investir desde já. Mais conhecido como HOLD (melhor opção para quem não tem muito conhecimento técnico e tempo disponível). Já outros se enquadram no perfil de investidor mais arrojado, o de TRADER. Ou seja, surfar o sobe e desce do mercado, preocupando-se diariamente com o preço e trabalhando em cima da volatilidade. É bem mais trabalhoso e estressante, porém se você for bom nisso pode lhe render mais grana em um menor espaço de tempo. Basicamente no trade você visa comprar na baixa e vender na alta, não o contrário como muitos costumam fazer – compram na euforia quando o preço está subindo, e na primeira queda já saem vendendo desesperados. Essa é a receita para o fracasso.

“Compre quando todos estiverem com medo, venda quando todos estiverem eufóricos” (Warren Buffet, um dos maiores investidores no mundo)

Se você ainda não sabe como investir em Bitcoin de maneira segura, faça o download do nosso Ebook GRATUITO, onde damos dicas valiosas de como maximizar seus ganhos diminuindo o seu risco.

Escolha a criptomoeda ideal para você : evite em cair em armadilhas de volume. Tem muito ativo com ganhos de 100%, 200% ou até mais . O que muita gente não percebe é que são moedas com volume extremamente insignificante, isso é uma grande armadilha desse mercado. Sempre avalie o volume dos ativos, se tem liquidez, qual o seu real uso , qual o time por trás dos projetos, em quais exchanges estão listadas (preferencialmente nas maiores e mais conhecidas). 

Guarde suas criptomoedas numa carteira (wallet) em que você possua a chave privada (você é seu próprio banco): 

É imprescindível que você tenha acesso a sua chave privada (private key/seed), pois se algo de errado acontecer, você terá acesso aos seus fundos através dela. Caso você deixe suas criptomoedas custodiadas em uma exchange e essa venha a falir ou for hackeada, muito provavelmente você perderá todo seu investimento alocado. Lembrem, em uma exchange você não tem acesso às chaves privadas da corretora.

Aconselhamos guardar seus Criptoativos em uma hot wallet utilizadas através do seu computador ou smartphone (Ex: Enjin Wallet, Coinomi, Exodus, Wasabi) ou Hardware Wallets que são dispositivos dedicados a armazenar chaves de acesso à criptomoedas, e raramente são conectadas a internet (Ex: Ledger Nano, Trezor, keepKey).

Tudo isso serve para você ser realmente o dono do seu dinheiro/patrimônio, seu próprio custodiante.

“Se você não custodia as suas moedas você não tem garantia de que elas lhe pertencem “.

Fazer o backup da sua chave privada (private key/ seed) : Seed ou chave privada é uma sequência de palavras (normalmente 12 ou 24) que devem ser anotadas e guardadas em local seguro. De preferência em papel e não armazenar em qualquer dispositivo com acesso a internet. Isso serve para que possa ser feita a restauração da carteira em caso de perda. Lembrando que, caso essas palavras forem encontradas por alguém mal-intencionado, a perda dos fundos é certa. Pois a  pessoa em posse da Seed, poderá restaurar a sua carteira em qualquer dispositivo e fazer a transferência de todos os fundos para onde ela bem entender.

“ Quem possui criptomoedas, se guardados de maneira correta, está 100% em poder de seus bens… Your Keys , your Coins / Not your Keys, not your coins”.

Leave a comment

My Newsletter

Sign Up For Updates & Newsletters

[mc4wp_form id="456"]